Archive for janeiro \29\UTC 2008

SÃO JOÃO DEL REI(Y)!

janeiro 29, 2008

No próximo fim de semana, dia 03 e 04 de fevereiro, o festival “O Grito Rock” vai agitar SJDR.

Quando toquei pela primiera vez na cidade do Tancredo, a aprovação do show de uma banda era o público jogar tênis no palco. A vermelhidão durou 15 dias no meu peito, foi um all star todo “fidido e fudido”! Era o primeiro show do Churrus.

Tocamos uma única cover nesse dia,  Yer So Bad – do Tom Petty – Público roqueiro, animado e muito acolhedor, mesmo com a “sapatada” no palco!

Acabei me tornando fã do Tom Petty e toda vez que o escuto, sinto esse clima de SJDR. É um clima caipira dos Campos das Vertentes, que é diferente do nosso aqui do Centro-Oeste de Minas, mas “bão” do mesmo jeito.

Um amigo de sala de aula me disse uma vez.

_Toda vez  que envolvemos com algum assunto parece que tudo converge para o mesmo lugar.

O resultado disso é que sairam uns relançamentos de rock caipira dos famigerados Traveling Wilburys, os dois discos gravados em 1988 e 1990, além de um dvd.

Veja a fotinha:

wilborrys.jpg

 Os figurinhas que participam dessa banda caipira são Bob Dylan, Jeff Lynne (ELO), Tom Petty, George Harrison e Roy Orbison. Então para celebrar quem quiser baixar o disco é só clicar aqui. Ou aqui.

E para assistir é só clicar aqui.

 Espero ver o pessoal roqueiro de SJDR  lá denovo no Grito Rock e que eles gostem do Anarkaos , mas sem as “ardidas sapatadas” !!!

RRRRROOCCCCCCKKKKKKKKK!! 

B.

Anúncios

FLYER

janeiro 18, 2008

Bem, este é o flyer do Grito Rock de São João Del Rey. O site pode ser acessado clicando aqui.

grito_rock_sjdr_2008.jpg

Para quem quiser conhecer as bandas é só acessar o myspace e escutar suas músicas clicando nos nomes:

 Impar

churrus

Tênis

Anarkaos

Para entrar em contato com os organizadores do festival, podem acessar o site do Retrô Cine Bar.

É isso, abraço e bom fim de semana para todos!

O RETORNO

janeiro 9, 2008

As férias continuam…  que beleza!

Recebí o disco da “Carolina Diz” e estou surpreendido com o quanto ficou bom o trabalho.

Esta é a capa do disco.

carol.jpg

“Crônicas do Amanhecer” é o segundo disco e a Carolina está cada vez mais coesa.

vamos às faixas:

01 – Hotel Esplendor

As guitaras densas e as questões na letra cria uma angústia dando direção ao disco.

02 – Mariana

A voz semitonada do Humberto da o tom das responsabilidades do cotidiano.  Retrata a fragilidade da construção famíliar por sonhos efêmeros de uma jovem inocente.

03 – Chinelos no corredor

Canção pop. Família despedaçada, solidão e consciência da escolha.

04 – A mesma cruz

Bateria e baixo lembram Joy Division, enquanto as guitarras dão um climax alá The cure – 92 num hino anarquista.

05 – Bh Blues 

Guitarras soturnas e baixo distorcido criam lendas urbanas de uma realidade belorizontina.

06 – O que me faz cantar

Outra canção pop. devoção a um amor, talvez platônico.

07 – Letícia

Puro Veludo subterrâneo.  Assassinato nú e cru.

08 – Canção para animais modernos

Tudo é reciclavel: Consciência, amor e músculos. A batida Dance  dá o tom: Lipovetsky – O império do efêmero.

09 –  o migrante

História de morador de rua. Melodia tocante e letra que te toca no osso.

10 – Eu só me filio a raça humana nas contas a pagar

O título já diz tudo. Guitarras e baixo divertidos  marcado por batida simples explodem no refrão.

11 – Esperando por mim

Batida quebrada e baixo forte. links muito bem feitos entre refrão e cantos onde as guitarras rosnam…

12 – em qualquer lugar

Descrença na humanidade. A sociedade falhou.

13 – A balada de Mateus e Renata

Balada conta a incerteza do amor entre duas pessoas

14 – Nascer de novo

O disco fecha com uma musica arrastada sobre detalhes do cotidiano, suas armadilhas e suas purezas que servem de pano de fundo para o recomeço de um relacionamento.